Monday, October 04, 2010

De pé, ó vítimas da fome

Manuel António Pina- JN

-O deputado do PS Ricardo Gonçalves quer que a cantina da AR
abra "à hora de jantar" para acudir aos deputados, que "são de
longe os mais atingidos na carteira" pelas medidas de
austeridade, já "quase não [tendo] dinheiro para comer".
-Ao CM, Ricardo Gonçalves queixou-se de que, além de uns
miseráveis 3700 euros de vencimento, apenas recebe mais "60
euros de ajudas de custos por dia" para "viagens, alojamento e
comer fora".
-Compreende-se o seu desalento. O deputado Gonçalves deixou
uma próspera carreira de professor para, respondendo ao
chamamento cívico, passar a deputar na AR, e agora tem que se
governar com 3700 euros por mês mais 60 euros por dia
para "viagens, alojamento e comer fora".
-Não surpreende que Teixeira dos Santos ande a "dormir mal"
e que Sócrates tenha, como confessou na AR, "apertos de coração".
-Deputados esfomeados é coisa horrível de ver (dir-se-á que
Ricardo Gonçalves não representa a deputação, mas o facto de
Maria José Nogueira Pinto lhe haver em tempos chamado
"palhaço" confere-lhe desde logo ampla representatividade).
-Justifica-se que, no próximo PEC, o Governo poupe um pouco
mais no subsídio de desemprego e no Rendimento Social de
Inserção. Ou nas pensões, cujo valor médio já anda pelos
397,17 euros, o que faz dos pensionistas "de longe os menos
atingidos na carteira".

Com essa redução da despesa poder-se-á servir uma ceia
de Natal condigna na cantina da AR.(Jornal de Notícias)-

1 comment:

Jorge said...

Apoiado! "Eles comem tudo, eles comem tudo...e não deixam nada""